Homilia do 9º Domingo depois de Pentecostes

Carta de São Paulo aos Coríntios I 10, 6-13:  6. Estas coisas aconteceram para nos servir de exemplo, a fim de não cobiçarmos coisas más, como eles as cobiçaram. 7. Nem vos torneis idólatras, como alguns deles, conforme está escrito: O povo sentou-se para comer e para beber, e depois levantou-se para se divertir. 8. Nem nos entreguemos à impureza como alguns deles se entregaram, e morreram num só dia vinte e três mil. 9. Nem tentemos o Senhor, como alguns deles o tentaram, e pereceram mordidos pelas serpentes. 10. Nem murmureis, como murmuraram alguns deles, e foram mortos pelo exterminador. 11. Todas estas desgraças lhes aconteceram para nosso exemplo; foram escritas para advertência nossa, para nós que tocamos o final dos tempos. 12. Portanto, quem pensa estar de pé veja que não caia. 13. Não vos sobreveio tentação alguma que ultrapassasse as forças humanas. Deus é fiel: não permitirá que sejais tentados além das vossas forças, mas com a tentação ele vos dará os meios de suportá-la e sairdes dela.
Evangelho segundo São Lucas XIX, 41-47: 41. Aproximando-se ainda mais, Jesus contemplou Jerusalém e chorou sobre ela, dizendo: 42. Oh! Se também tu, ao menos neste dia que te é dado, conhecesses o que te pode trazer a paz!… Mas não, isso está oculto aos teus olhos. 43. Virão sobre ti dias em que os teus inimigos te cercarão de trincheiras, te sitiarão e te apertarão de todos os lados; 44. destruir-te-ão a ti e a teus filhos que estiverem dentro de ti, e não deixarão em ti pedra sobre pedra, porque não conheceste o tempo em que foste visitada. 45. Em seguida, entrou no templo e começou a expulsar os mercadores. 46. Disse ele: Está escrito: A minha casa é casa de oração! Mas vós a fizestes um covil de ladrões. 47. Todos os dias ensinava no templo. Os príncipes dos sacerdotes, porém, os escribas e os chefes do povo procuravam tirar-lhe a vida.

This entry was posted in . Bookmark the permalink .